oncontextmenu='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Maquete do Titanic: Entusiasta brasileiro dedica 22 meses na criação de um modelo super detalhado do lendário navio naufragado em 1912

.
 .
Abaixo - Iniciada em maio de 2014, e agora em estágio de finalização, minha mais recente e desafiadora tentativa de recriar o Titanic em escala reduzida. Medindo 2,69 m de comprimento, e feita com materiais alternativos do zero absoluto - e integralmente à mão - a maquete é produto de 19 anos de interesse e 14 anos de pesquisa entusiástica pessoal. Matéria sobre o trabalho finalizado nas próximas semanas aqui no Titanic em Foco.
.
.
Abaixo, "COSTELAS, DENTES, LUZES E FIOS" - No emaranhado de estruturas dentadas, luzes, fiação e andares não terminados, o modelo  já começa a tomar forma definitiva neste vídeo gravado em março de 2015. Nesta etapa a maquete está preparada para o início da instalação da "primeira pele". As estruturas verticais com "dentes" - que suportam todos os andares superiores - são simples nichos cortados ao longo das costelas externas que impedirão que as futuras janelas circulares perfuradas no paredão do navio acertem acidentalmente alguma coluna interna mal posicionada. O emaranhado pouco agradável de luzes de natal tornou-se oculto nas etapas finais do modelo, deixando apenas a luminosidade refletida nas centenas de portinholas circulares; processo muito similar ao utilizado para a iluminação do gigantesco cenário construído para as gravações de "Titanic" (1997), dirigido por James Cameron.
Música: From Russia With Love


Abaixo, "EMPILHANDO ANDARES" - Numa tentativa de simplificar a construção de meu modelo, optei pela criação de todos os pequenos e grandes componentes em módulos avulsos completamente independentes uns dos outros, facilitando então meu trabalho nas fases de montagem, quando precisei apenas reunir e interconectar as diferentes partes. No vídeo abaixo empilhei aleatoriamente 4 módulos uns sobre os outros para checar a iluminação e visual de todos juntos. Os quatro módulos aqui não tem relação entre si, visto que foram acoplados em diferentes áreas da maquete, mas já eram funcionais muitos meses antes de serem definitivamente instalados em suas posições finais. De cima para baixo: Saguão de embarque da 2ª classe do convés E / Saguão de embarque da 1ª classe do convés D / Saguão de embarque da 1ª classe do convés B junto do convés de passeio particular das suítes B 52-54-56 / Módulo com as paredes do convés de passeio coberto da 2ª classe do convés C à ré do navio.
Música: Blue Danube, Johann Strauss II

.
Abaixo, "O PORTAL PARA UM OUTRO MUNDO" - Neste vídeo, gravado em outubro de 2015, o pequeno módulo com o saguão de embarque da 1ª classe aparece já em sua posição definitiva, dentro da maquete. Para reproduzir o visual interno deste ambiente em especial recorri às cenas do documentário "Ghosts of the Abyss" (2003), produzido por James Cameron, onde o ambiente é mostrado através de uma reprodução em computação gráfica. Para uma referência fácil deste local, apenas lembre-se das cenas de embarque no filme "Titanic" (1997), é exatamente através destas portas que a personagem da ficção "Rose DeWitt Bukater" (Kate Winslet) embarca no famoso navio. Neste vídeo as duas portas abertas do saguão ainda não haviam sido incluídas na maquete. A namoradeira (poltrona) e os vasos com plantas são minha licença artística, não há referência sobre a presença destes objetos no verdadeiro navio.
Música: Tchaikovsky - Dance Of The Sugar Plum Fairy

.
Abaixo, "OBRA A MEIO CAMINHO" - Gravado em setembro de 2015, o vídeo abaixo exibe uma prévia do modelo com parte das centenas de componentes apenas empilhados para uma prévia do visual. Desta etapa da construção em diante mais de 600 peças de todo tipo ainda foram adicionadas, além de uma verdadeira "teia de aranha" de simulações de cordas e cabos de aço distribuídos entre chaminés e mastros.
Música:  Tchaikovsky - Waltz of the Flowers
.
Abaixo, "BRINCANDO DE STOP MOTION": Antecipando uma das últimas fases da montagem resolvi criar as animações abaixo, feitas com uma reprodução rápida de fotografias tiradas em sequência ao intercalar a colocação provisória dezenas de peças sobre a maquete. As animações oferecem uma ideia básica da última fase da construção. Mais de 500 peças avulsas tiveram de ser coladas com cuidado apenas na última etapa de obras. Entre as centenas de componentes recriados totalmente a mão - e do zero absoluto - está o famoso Renault vermelho que fora transportado pelo Titanic, propriedade de William Ernest Carter, passageiro da 1ª classe que havia adquirido o carro na Europa e estava o levando para os Estados Unidos num dos porões de carga. LICENÇA ARTÍSTICA: Os historiadores e estudiosos hoje acreditam que o famoso Renault transportado pelo Titanic teria sido  embarcado semi ou totalmente desmontado e lacrado em uma caixa, mas munido de liberdade criativa optei por exibir o carro plenamente montado, tal e qual exibido nas cenas do filme "Titanic" (1997), dirigido por James Cameron (cena do filme na animação acima).

http://i818.photobucket.com/albums/zz107/rodriller/titanic_animation_1.gif
mm
http://i818.photobucket.com/albums/zz107/rodriller/titanic_animation_2.gif .
Abaixo -  Nesta animação um panorama do modelo em fevereiro de 2016, poucas semanas antes da conclusão.
.
http://i818.photobucket.com/albums/zz107/rodriller/titanic_model_scratch_rodrigo_brasil.gif
.
Abaixo, "UM MAR DE COMPONENTES"  - A área traseira do modelo, numa foto que revela os conveses abertos para a primeira, segunda e terceira classes. Centenas de peças em miniatura criadas ao longo de quase 21 meses de muito trabalho e intensa pesquisa focada na aparência externa do Titanic. Aqui o trabalho aparece no atual estágio com cerca de 85 % de conclusão. Entre os milhares de componentes recriados estão portas, capachos, janelas, gradeamento, hidrantes, placas, vitrais, corrimãos, escadas, guindastes, botes, tubulações, colunas, porões de carga, bancos, barris, guinchos, e uma infinidade de reproduções baseadas em fotos de época, ilustrações e recriações em computação gráfica. Trabalho devedor, mas especialmente inspirado pela qualidade de acabamento de algumas das mais detalhadas maquetes do Titanic construídas por entusiastas e empresas especializadas ao redor do mundo.
.
Crédito
Texto, fotos e vídeos por Rodrigo, Titanic em Foco

36 comentários:

Feito, o Magnífico disse...

Parabéns Rodrigo! Está conseguindo e tenho certeza que ficará muito detalhada e bonita! Sugiro uma pequena correcção: trocar 2,79 m por 2,69 m. Eu também pretendo fazer um modelo em escala 1/100 (269,06 m > 2,6906 m) do RMS Titanic, com a técnica do esqueleto de madeira (eu estava pensando em fazer modelos de RMS Olympic e HMHS Britannic).

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Opa, obrigado... agradeço também pela correção. Dentro de mais algum tempo ela aparece completa por aqui.

Feito, o Magnífico disse...

Rodrigo, gostaria de saber se os botes cuteres de emergência 1 e 2 contam com a largura do RMS Titanic (28.19 m)

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Oi,

não contam. A largura do Titanic era 28 de metros na área central, e se considerarmos os botes, a largura iria para 32,5 metros. Como os botes eram objetos móveis, apesar de fazerem parte do equipamento do navio, não entram na conta da mesma maneira que o mastro traseiro da bandeira. Sem considerar o fato de que a simples inclinação variável dos braços dos guindastes destes botes influenciaria na largura do Titanic o tempo todo.

Guilherme Martins disse...

Parabéns Rodrigo,é um belíssimo trabalho, esta ficando incrível, surpreendente, hoje tenho um modelo que comprei em 2012 para montagem, mas como não tenho muita coordenação motora rs, o modelo não ficou tao legal, mas o seu esta magnifico, meus parabéns , você fez algumas partes internas também, como exemplo os salões de jantar e as cabines que podem ser vistas pelas janelas ou só mesmo a parte externa? as luzes são de pequenos led´s?

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Oi Guilherme, obrigado pelo apoio ao trabalho.

Eu entendo esta questão de coordenação, é apenas com o tempo que ela vai aumentando, fazer este modelo foi um desafio neste sentido também, um movimento em falso em alguns casos e o estrago estava feito, foram muitos estragos ao longo dos meses todos. Como ainda não concluí 100%, todo cuidado é pouco.

Eu recriei realmente algumas áreas internas com todos os detalhes, móveis, piso, teto... Recriei o Palm Court de bombordo inteiro, a Ponte de Comando com todos os detalhes, o saguão de embarque da 1ª classe no convés D, o saguão de embarque da 2ª classe no convés E, o convés de passeio coberto da 2ª classe no convés C (à ré do navio, bombordo) e o convés de passeio particular das suítes B 52-54-56. Em alguns casos havia toda a informação histórica necessária, em outros tomei algumas liberdades, mas procurando seguir pelo menos um contexto correto.

As demais áreas interiores recriadas foram feitas de maneira bem simplificada, através de fotos para expandir o ambiente, e oferecer a ilusão de que há algo no local. Ainda tem o caso de várias portas abertas na maquete, onde eu reproduzi apenas o piso do interior do ambiente (na maioria é o piso vermelho e branco "fleur de lis"), e fiz paredes brancas apenas por dentro; estas áreas são muito simples, apenas para que eu pudesse fazer portas abertas sem que ficassem ocas, sem qualquer detalhe.

Nas centenas de janelas restantes eu apenas me preocupei em criar cortinas nas que eu tinha certeza que tinham cortinas, e não há nada por detrás destas cortinas, apenas luminosidade mesmo. Nas janelas onde eu não sabia sobre a presença ou não de cortinas, eu apenas segui livremente, criando como achei que ficaria bonito apenas.

A iluminação inteira é de pisca comum do tipo "arroz", mas não são led, são luzes incandescentes comuns. Decidi não usar led porque na época em que comecei não conhecia os tais leds de luz "morna ou quente", que tem um tom muito melhor do que os leds branco-azulados, que ficam horríveis em maquetes deste tipo, ainda mais se tratando do Titanic, que era iluminado com cores mais quentes. Se fosse hoje eu optaria pelos leds mornos, que duram mais e tem cor adequada. Fica para a próxima, hehe.

Olhando para trás, ao longo destes quase dois anos, eu não consigo acreditar na quantidade de pesquisa e de trabalho que tive de enfrentar, foi demais, mas foi um prazer... cansativo até o limite, mas estava realizando um sonho antigo. Meu trabalho é devedor em muitos aspectos, mas posso dizer que não me arrependo de ter tomado coragem de começar.

Agora é só finalizar, falta pouco.

Até mais, abraço, novamente agradeço o apoio. Espero tomar coragem aqui para gravar um video contando um pouco dos detalhes. Com ou sem meu video contando sobre o trabalho, vou gravar dois deles pelo menos, um com a maquete apagada e outro com ela acesa.

Guilherme Martins disse...

Boa noite Rodrigo,
Fico super bacana sim, essa parte dos interiores é complicada mesmo, devido a baixa carreira do Titanic e por isso não ter quase nenhum registro fotográfico, mas pelo que eu saiba apenas as janelas da 1 e 2 classe possuíam cortinas as da 3 classe e da tripulação possuía um anteparo de aço mesmo que servia de cortina para fechar a luminosidade, mas o trabalho esta belíssimo, só a parte externa esta otima, grave sim um video, ficara super bacana, eu recriei o titanic em um jogo minecraft , não sei se você conhece , fiz ele nas medidas reais para o jogo, fiz tanto o exterior como interior, só falta as caldeiras e maquinas, só não é um jogo com tantas variedades mas usei paredes brancas, e a maioria dos pisos vermelhos também, fiz 3 titanics na verdade, um ele em construção, outro no porto , e outro em naufrágio , consegui uma inclinação muito legal nesse ultimo, depois se quiser te mando algumas fotos, mas penso em fazer um video tambem.
Abraços, Guilherme

lucas palma alves disse...

Oi Rodrigo,seu modelo ficou muito bonito,nunca vi um modelo tão detalhado como o seu,meus parabéns!!

Rodrigo, Titanc em Foco disse...

Oi Lucas, obrigado.

O trabalho ainda não acabou, pois tenho a vitrine para construir, começo neste fim de semana, e depois tenho 150 figuras humanas para criar para distribuir no modelo. Ainda leva semanas para concluir, mas a maquete em si está 99% pronta. ;)

Assim que concluir a maquete toda eu vou republicar estas matéria com todos os detalhes e mais vídeos.

Até mais.

Gabriel Torres disse...

Boa tarde Rodrigo,

Parabéns pelo trabalho, vi você citando que estava trabalhando em uma maquete a um tempão atrás e estava bem curioso para ver como estava ficando (excelente por sinal).

Estou ansioso para ver a maquete finalizada!!

Abraço

Rodrigo, Titanc em Foco disse...

Boa noite Gabriel,

Pois é, desde que você viu meu comentário até agora eu não parei mais de trabalhar, e já são 20 meses de obra. Agora é o estágio final, graças a Deus. Hoje estive trabalhando na construção da vitrine da maquete, depois de terminar isso vou para a criação das figuras humanas. Tudo vai consumir um bom tempo, mas chego lá.

Obrigado pelo apoio, fico feliz em ver o trabalho sendo bem recebido. ;)

Maurício Brisolara disse...

Muito foda, muito foda, muito foda, muito foda, muito foda, muito foda, muito foda, muito foda, muito foda, muito foda, muito foda, seria legal se o cara pudesse se transformar em miniatura e entrar dentro do titanic miniatura réplica, e ver como ficou e fazer ajustes milimétricos, daria pra fazer até os detalhes da luminária da sala de lounge, se é assim que se escreve, eu acho aquela sala apaixonante, principalmente o estilo, e aquele oval na volta da luminária, com a estante ao fundo acompanhando a curvatura.

Maurício Brisolara disse...

E o site continua a 1000, já fazia um tempo que eu não entrava nele e hoje recebi um presente: Saber que esse Titanic ai vai ficar fodasticamente detalhado! Se desse pra fazer uma ilusão dele aqui em casa e ajudar a contruir, eu faria, também sou fã de fazer miniaturas e principalmente réplicas, já fiz mais de 100 na vida que deram certo, varias já foram pro lixo, de tanto espaço que ocupam

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Opa, obrigado pelo apoio Maurício,

fazer meu trabalho recebendo o apoio de quem também se interessa pelo assunto é combustível pra ir em frente. Eu estou a caminho de terminar e preciso dar uma parada com meus trabalhos, estou também com o mesmo problema pois começa a faltar espaço por aqui para minhas loucuras, mas é o que eu gosto de fazer, então corro o risco de seguir diminuindo cada vez mais o espaço de trânsito em casa, hehe.

Ah se eu pudesse fazer a maior quantidade de interiores visíveis possível, eu faria todas as portas e janelas da maquete escancaradas para mostrar tudo aquilo que pode ser visto através delas. Não teve como encarar esta tarefa tão complicada, mas criei vários interiores que para mim são os mais interessantes. O tempo vai dizer se algum dia tento novamente algo deste tipo, e se tentar tenho certeza de que posso dobrar a qualidade, porque trabalhar neste modelo foi um laboratório potente.

O trabalho está seguindo, e logo eu posto aqui o resultado final.

Alexandre De Araújo disse...

Parabens amigo, optimo sua obra. :-)

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Obrigado Alexandre ;)

Fillipe Azevedo disse...

Sem palavras! Trabalho incrível! Dá vontade de entrar pelo embarque e sair andando pelos salões e corredores!

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Opa, obrigado Filipe,

não tenho como me encolher para explorar as entranhas do meu trabalho, hehe, mas conheço algumas formigas que já se aventuraram, vejo elas passeando por aqui de vez em quando...kk

Mais algum tempo e a obra vem para cá completa, espero que logo.

Leonardo disse...

Meu Deus Rodrigo,acho q na sua vida passada vc tava no Titanic kkkk, meu o trabalho e o tempo que vc dedicou para este gigante colossal é incrível, meu virei seu fã kkk, seu trabalho está incrível e com certeza ficará conhecida no mundo inteiro como uma das maquetes mais detalhadas do mundo, pode ter certeza ;)

Rodrigo, Titanc em Foco disse...

Só posso agradecer pelo apoio amigo,

eu andei usando tudo o que eu sabia e o que eu não sabia para fazer este modelo, e apesar de ser um modelo do tipo waterline, que tem apenas o lado de bombordo 100 % completo - devido ao fato de que a maquete vai ficar exposta permanentemente contra o céu como plano de fundo - foi um desafio muito grande. Se eu tivesse trabalhado apenas com materiais próprios para modelismo, plantas completas e todas as demais facilidades que se pode comprar com dinheiro, eu certamente teria apanhado menos e levado menos tempo.

Mas posso dizer que este desafio de encontrar soluções no que é mais acessível é muito bom e acredito que consegui, dentro de minha proposta limitada, chegar a um resultado bem bonito. Não é perfeito, não é completo, mas eu posso garantir que ninguém consegue ver todos os detalhes e saber sobre eles em menos de duas horas olhando para a maquete.

Se algum dia eu decidir construir algo maior, melhor e mais completo, este foi o tempo de treinar.. e digo, foi uma surra e tanto, mas que surra boa de levar, hehe

Até mais... em breve a maquete vira matéria mais completa aqui no blog ;)

Unknown disse...

Fantástico cara, quando estiver pronto você irá expor em algum lugar para o publico ver?
Sou fanático pela história tanto que...


Tenho o livro original(A night to remember walter lord), este livro foi escrito em 1950 como todos sabem.
O que tenho é rarissimo, com capa dura costurado, pena que esta amarelado, a leitura e complicada devido a mudança da liguagem com os anos.
Já me ofereceram 50 mil reais e eu não tive coragem de vender, certas coisas não tem valor

Rodrigo, Titanc em Foco disse...

Agradeço o apoio,

não tenho intenção de expor ao público, mas se uma oportunidade muito segura e séria surgir, pode até ser que eu mude de idéia. Transportar um modelo desta delicadeza, dimensão e peso - o conjunto todo com caixa pesa mais de 180 Kg - é algo muito delicado. Então pelo menos por hora ela só vai ser exposta em casa e na futura matéria por aqui. Se eu me arriscar em algo que não seja extremamente seguro, posso estar jogando no lixo 2 anos de trabalho que não pode ser descrito menos que uma "surra", eu apanhei de verdade para materializar este modelo, ainda que ele seja capenga em alguns aspectos.

Certas coisas realmente não tem valor, não tem como negar. Com o passar dos anos reuni um acervo que agora já é bem considerável, e não me desfaço dele tão fácil... quem tem apego por algo assim sabe como funciona... hehe

E bem no fundo, meu coração já palpita pensando em usar tudo o que eu aprendi neste modelo para criar no futuro algo mais completo, mais polido, mais correto, talvez até maior. Penso que isso pode até nunca chegar a acontecer, mas que seria uma oportunidade sem igual de exercitar o que eu aprendi... ah, isso seria, hehe. O tempo vai dizer.

Até mais, abraço.

Guilherme Martins disse...

Os videos ficaram incríveis Rodrigo, Parabéns novamente, o detalhamento dos interiores ficaram incríveis, inexplicáveis, realmente parece que estamos no Titanic.

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Agradeço novamente o apoio Guilherme, espero logo concluir e editar a matéria final. Até mais.

paulinha tércia disse...

Olá Rodrigo, estou fazendo meu TCC sobre as implicações do acidente no Titanic nas mudanças de saúde e segurança, e seu blog é uma de minhas maiores fontes, eu gostaria desde já parabeniza-lo e também gostaria de saber quais os tipos de fonte você utiliza para obter as informações, pois para um trabalho de conclusão de curso preciso garantir a banca que seja de uma fonte confiável, e não se preocupe quanto a seus créditos pois já estão bem colocados em vários parágrafos :3 agradeço desde ja.

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Oi Paula, agradeço o contato, e fico satisfeito em ver o blog tendo utilidade prática. O Titanic em Foco evidentemente é amador, e para mim ver isso acontecendo é um presente. Desde já te desejo muita sorte com seu trabalho, o Titanic é um tema muito interessante para ser desenvolvido.

Eu cometi ao longo de muitas matérias, especialmente as primeiras, o erro de não ter creditado as fontes que eu consulto, coisa de principiante, eu ainda não tinha compreendido a importância dos créditos, e foi apenas com o tempo que eu notei isso.

Mesmo nas matérias mais recentes ainda cometo este deslize porque em algumas delas a quantidade de fontes que eu percorro é tão grande e tão variada que acaba ficando complexo demais listar todas elas; como exemplo a matéria "Você sabia: Uma lista de curiosidades sobre o Titanic" que veio de mais de 30 fontes de todo tipo, todas listadas ao final da matéria.

Algumas matérias provém quase de uma só fonte, como é o caso de "A banda do Titanic: A música a bordo do mais famoso navio da história" que veio da revista norte americana "Clavier Companion"(neste exemplo listei o crédito tanto no começo quanto no fim da matéria)... ou a matéria "A Night to Remember: A Noite em que o RMS Titanic naufragou", que veio quase integralmente da Revista Seleções de abril de 1956. Mesmo nas matérias de uma só fonte não deixo de editar aquilo que precisa ser editado, independente se a edição for extensa ou curta.

Minhas fontes partem desde meu acervo que conta com mais de 200 meios de toda espécie (livros, revistas, DVD's) e ainda sites na Internet de todo tipo, partindo desde a WIKI inglesa até sites específicos como a Encyclopedia Titanica. Eu tento ser muito rigoroso na pesquisa, mas escorregadas são inevitáveis porque boa parte do material relacionado ao Titanic escorrega nos dados... e passando pelo filtro de um entusiasta comum, que é o que eu sou, as escorregadas pode se multiplicar, ainda que eu esteja atento.

Como não tem como listar tudo porque as fontes passam muito além de 300 delas, estou a disposição para te indicar quais você precisar especificamente.

paulinha tércia disse...

Obrigada pela prontidão na resposta haha aproveitando a disponibilização oferecida, você conhece alguma fonte confiável em que em possa encontrar dados sobre os acidentes ocorridos durante a construção do Titanic? Um dos pouquíssimos dados que encontrei sobre isso foi daqui, onde constava que haviam ocorrido cerca de 8 mortes durante o processo.
Obrigada

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Olha,

o livro que tenho em mãos "Titanic - A Journey Through Time" cita na página 29 que houveram 8 mortes, 28 acidentes graves e 218 acidentes leves só no Titanic.

Esta página abaixo da Encyclopedia Titanica repete a mesma informação com dados adicionais sobre 5 dos mortos que foram identificados pelos nomes, com inclusão de dados sobre o acidente em si. Como o site é referência mundial a informação é oficial.

http://www.encyclopedia-titanica.org/deaths-of-shipyard-workers.html

Como dado adicional, o historiador Stephen Cameron descreveu em seu livro *"Titanic Belfast's Own" que durante a construção do Olympic os números foram:

9 mortes
14 acidentes graves
206 acidentes leves

*Não tenho este livro, captei estes dados de uma discussão em um fórum da Encyclopedia Titanica.

Até mais, espero que lhe sirva.

paulinha tércia disse...

Muito obrigada Rodrigo, com certeza vai contribuir bastante, admiro seu empenho, espero que sempre mantenha o blog atualizado, to sempre por aqui. abraços :D

Rodrigo, Titanc em Foco disse...

No que você precisar, se estiver dentro do que eu posso contribuir, conte comigo. Bom trabalho por aí, abraço ;)

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=8Bc4mkboF8k

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=jyUyVaqJOSM

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=a2VBIFizVrM

Baraka disse...

Que lindo trabalho! Quanto capricho! Uma reprodução com surpreendente grau de fidelidade! Parabéns!

Rodrigo, Titanc em Foco disse...

Opa, agradeço o apoio, logo a maquete aparece por aqui completa, espero poder publicar sobre o término até abril...

Maurício Brisolara disse...

E se futuramente a turma dos que fazem titanics réplicas fizer um gigante, algo como uns 70 metros de tamanho pra mostrar qual é o tamanho de sua paixão pelo navio e sua história, kkkkk, bah até me imagino nesse evento, um mooooooonte de gente que quer o mesmo objetivo, construir um titanicão, e detalhaaaado, kkkkkk, e depois colocar um drone dentro dele pra fotografar, filmar, mostrar em 3d, 360 graus, móveis, pinturas, todos os detalhes, pena que envolve viagens custos com hospedagens e coisas difíceis de lidar com todo o trabalho do dia a dia.