oncontextmenu='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 25 de novembro de 2014

"Futilidade ou o Naufrágio do Titan": Livro que previu o naufrágio do Titanic é finalmente lançado no Brasil 116 anos após sua primeira publicação


Acima - Capa da versão brasileira do livro "Futilidade ou o Naufrágio do Titan", escrito por Morgan Robertson em 1898, quatorze anos antes do naufrágio do Titanic.
Você acredita em premonições, fatos que são antecipados antes mesmo de sequer terem ocorrido?

É grande o número de pessoas ao redor do mundo que testemunha ao longo dos tempos a materialização de acontecimentos que antes habitavam apenas o mundo dos pensamentos e sonhos, em manifestações que oscilam entre a coincidência e o fantástico, deixando em seu rastro uma legião de outros tantos na eterna dúvida:

"Será que premonições são possíveis?".

Ao lado - Morgan Andrew Robertson (*1861 - †1915) e uma das primeiras edições de seu famoso livro.

Há 116 anos atrás, no ano de 1898, o norte americano Morgan Robertson, filho de um capitão dos Grandes Lagos, após uma série de insucessos em sua carreira, lançava um curto romance intitulado "Futilidade", cuja história narrava a viagem de um gigantesco navio de luxo que naufraga no mês de abril após colidir com um iceberg no Oceano Atlântico Norte.

Desprovido de grandes qualidades de escritor, seu romance curto sem grandes qualidades literárias não alcançara sucesso, tampouco o fizera rico por ocasião de seu lançamento. Mas em 1912, quatorze anos após a primeira publicação de seu livro, o Titanic naufragava durante a viagem de inauguração, num desastre verídico cujos detalhes em muito se assemelhavam aos pormenores do navio ficcional do romance criado por Morgan Robertson. A história ficcional de Morgan Robertson praticamente saltara das folhas de papel para a realidade.

Qual era o nome do navio ficcional do romance escrito por Robertson?
Titan

Estas são apenas algumas das assustadoras semelhanças entre a ficção e a realidade, que em 1912 causaram verdadeiro alvoroço ao colocar Morgan Robertson como alguém que, em sua criação literária, fora capaz de praticamente predizer em detalhes o desastre do Titanic impressionantes 14 anos antes do fato ocorrido. Guardadas as devidas diferenças entre a história de Robertson e os pormenores do desastre do verdadeiro Titanic, o folhetim escrito por ele é uma intrigante evidência de que neste mundo oculto se escondem manifestações que oscilam entre a coincidência pura e simples e a real premonição.

O livro "Futilidade ou o Naufrágio do Titan" acaba de ser lançado em português no Brasil, e certamente vai ser uma intrigante leitura para você que se interessa pela história do Titanic e que acredita que manifestações premonitórias podem de fato acontecer.
Vídeo de lançamento
Descrição do livro aos 1:50

Sinopse

'Futilidade ou O Naufrágio do Titan' conta como o maior navio do mundo naufragou, em sua primeira viagem, após bater em um iceberg, exatamente como viria a acontecer com o malfadado Titanic.

Quem poderia imaginar que uma novela do final do século XIX se tornaria célebre por ter praticamente previsto o maior acidente náutico de todos os tempos?

Mais do que o livro que profeticamente previu o naufrágio do Titanic, 'Futilidade' é a história de John Rowland, um ateu convicto que embarca como marinheiro no navio, e Myra Selfridge, uma jovem cristã que foi o grande amor de sua vida.

Os problemas só aumentam quando um capitão trapaceiro tenta colocar tudo a perder. Myra e Rowland encarnam, assim, os conflitos científicos e religiosos da virada do século, quando a ciência, mais do que nunca, se sobrepôs à religião. Ao leitor, resta a dúvida - teria sido coincidência ou providência?



Editora: VERMELHO MARINHO
Idioma: PORTUGUÊS
Encadernação: BROCHURA
Altura: 18 cm
Largura: 12,5 cm
Lombada: 0,70 cm
Número de páginas: 112
Fotos: Não

Compre em 


*** O TITANIC EM FOCO faz unicamente a divulgação da obra, não assumindo nenhuma responsabilidade no processo de compra/venda; o qual é de responsabilidade única e mútua entre o comprador e os sites vendedores.