oncontextmenu='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Peças raras do Titanic são exibidas em centenário

Acima - Em 03 de fevereiro de 1912 o Titanic é assentado na doca seca Thompson, na cidade de Belfast, Irlanda do Norte. Aqui foram instaladas suas três hélices e onde recebeu a última camada de pintura. O Convés de Passeio (Convés A) continuava sem receber as famosas janelas envidraçadas, fazendo com que o Titanic ainda fosse virtualmente "idêntico" ao seu navio-irmão, o RMS Olympic, que já estava em serviço há 8 meses, desde 14 de junho de 1911.

As instalação de janelas basculantes de vidro (na foto ao lado) só veio ocorrer um mês antes de sua partida, elas só foram incorporadas no Titanic através de sugestões de passageiros do Olympic, que reclamavam de serem molhados em dias de mal tempo ao andarem pelo Convés de Passeio. Curiosamente apenas o Titanic recebeu estas janelas envidraçadas no Convés A. No Olympic elas jamais foram instaladas, devido ao fato que este já possuía um convés de passeio envidraçado (Convés B), que percorria toda a extensão das bordas do navio. No Titanic o Convés B, originalmente planejado como um enorme passeio, acabou sendo completamente ocupado por cabines adicionais.

Seja bem vindo ao TITANIC EM FOCO

O próximo mês de abril marcará o centenário do Titanic. No dia 10 de abril se relembrará os 100 anos da partida da cidade de Southampton, Inglaterra; assim como também o dia 15 de abril marcará os 100 anos da tragédia ocorrida após a colisão do transatlântico com um iceberg quando à caminho da cidade de New York, Estados Unidos.

A aproximação do centenário traz consigo uma série de eventos ao redor do mundo, especialmente na Europa, onde o transatlântico fora projetado, construído e de onde partira com mais de 2.200 pessoas, das quais apenas pouco mais de 700 sobreviveram à tragédia ocorrida entre a noite de 14 e a madrugada de 15 de abril de 1912.
A cidade de Belfast, na Irlanda do Norte, já inicia seus eventos memoriais com intuito de relembrar respeitosamente aqueles que pereceram no navio que foi produto das mãos de seus trabalhadores.

Acompanhe

Abaixo - Uma visão aérea dos Estaleiros Harland and Wolff em Belfast, Irlanda do Norte, o "berço" onde nasceu o Titanic. A seta vermelha indica o exato local onde foram construídos o Olympic, o Titanic e o Britannic, chamados de "Olympic Class Liners" (Transatlânticos Classe Olympic). A seta amarela indica a localização da gigantesca doca seca Thompsom, onde foram realizados os trabalhos de finalização do trio de navios-irmãos. O mês de abril de 2012 marca a abertura de um grande museu no local onde o navio fora construído (na seta vermelha), a obra agora em fase de acabamento ainda não aparece nesta foto.

Clique na Imagem para ver o local via GOOGLE MAPS

Crédito

Fonte - TERRA TV
Pesquisa e edição - Rodrigo,
TITANIC EM FOCO

12 comentários:

Gabriel disse...

Rodrigo, gostaria de agradecer pelo seu blog, sou fascinado pela história do olympic, e principalmente do titanic e aprendi muito sobre os navios. só queria pedir uma coisa se nao fosse abuso. Uma materia épica e incrivelmente completa do Britannic, igual a sua matéria sobre o Olympic, que eu li inteira. Parabéns pelo blog e obrigado por compartilhar seu conhecimento sobre os navios com todos. Abraços

Rodrigo disse...

Olá Gabriel, obrigado pela atenção ao blog, fico satisfeito em saber que têm contribuido para que se saiba mais sobe a história.

Sua sugestão está na medida, uma matéria sobre o Britannic já está na "fila de espera" faz algum tempo, só é preciso que eu esteja disposto, pois só pesquiso e escrevo unicamente quando estou plenamente tranquilo e disposto, para poder publicar o melhor que eu puder.

Virão, ao longo do tempo, várias matérias indispensáveis, incluindo a do Britannic, que é parte da história central e principal do Titanic. Ainda estou devendo muito nos assuntos primários, mas vou seguindo sem pressa, tem que ser assim.

Obrigado, o Titanic em Foco nasceu porque sou um curioso admirador, e só se mantém porque recebo o retorno do leitor, assim como você acaba de fazer. Abraço.

Jessica Vale disse...

sou fascina por esta historia. queia q sua exposiçao viese ate belem do para...

Fillipe Azevedo disse...

Olá novamente Rodrigo! Eu sei que não tem muito haver com o tema exposto acima nesse post, mas gostaria bastante que vc, se possível, fizesse uma matéria sobre os principais concorrentes do Titanic e Olympic na época. No caso o Mauretânia, o Britannic e o Alemão cujo nome esqueci. Procuro na internet sobre eles mas acho muito pouca informação, seja em português ou em inglês. As suas pesquisas sempre são bem mais fundamentadas, e desconheço livros que falem sobre esses navios com precisão.
A parte que mais me interessa na verdade seriam imagens explicativas sobre os navios, suas inovações tecnológicas e também com relação a acomodação e luxo oferecidos aos passageiros. Sei que eram bonitos, mas como li aqui, não tinham o bom gosto da decoração inglesa como nos da Olympic Class. Sempre optavam por estilos palacianos exagerados e pesados como o rococó, que na minha opinião, fica bem apenas em palácios e grandes construções.

Fillipe Azevedo disse...

Britannic não, o Lusitânia. Errei.

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Oi Filipe,

agradeço o apoio ao blog e as dicas.

Neste momento eu estou completando 18 meses de trabalho no meu modelo iluminado 1/100 do Titanic que estou construindo do zero absoluto desde maio de 2014. Nestes meses todos o centro de todo meu esforço foi dedicado apenas a este trabalho, que consumiu toda minha atenção, e não me sobrou tempo algum para matérias no blog, e postei algumas raras apenas neste período.

Dentro de mais algum tempo meu modelo vai vir para cá no blog em forma de matéria, onde vou contar sobre a aventura da construção.

Não sei se vou ter fôlego para expandir o blog, visto que tudo é incerto, mas seja como for, suas dicas são válidas. O centro de minha atenção não é naval, mas sim visual e artístico, por isso quase tudo que eu publico segue no sentido das suas dicas.

Não sei se vc está no meu Face ou conhece um pouco do andamento da minha maquete, mas se não conhece aí está o único forum da Internet onde postei algo sobre o andamento. É no site TRMA, o mais conhecido de modelismo especificamente direcionado ao Titanic.

http://titanic-model.com/dc/dcboard.php?az=show_topic&forum=123&topic_id=8280&mode=full

Novamente agradeço a dica e apoio, o blog só existe porque recebi ao longo do tempo a simpatia de quem o lê.

Fillipe Azevedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fillipe Azevedo disse...

Nossa que legal! Verei agora esse site. Existe uma página do Titanic em foco no facebook? Pesquisarei! Desde já obrigado pela atenção. E realmente é um trabalho e tanto.Uma pesquisa de um assunto relativamente distante como os navios da Cunard agora não ajuda muito, tira o foco mesmo kk! Mas valeu a atenção, estarei acompanhando!

Fillipe Azevedo disse...

Acabei de ver as fotos do trabalho e estou absolutamente impressionado. Já sabia que vc estava fazendo esse modelo já faz um tempo, mas não que já estava praticamente pronto! Mas meus parabéns valem pouco para o resultado! Ficou incrível, sem condições! Pelas maquetes que já vi nesse blog, em comparação, posso dizer que já é uma das melhores do mundo! A tua atenção aos detalhes é incrível! As cadeiras, os rebites, as cortinas no interior do navio, o timão e os outros equipamentos da cabine de comando! E o carro! Nossa, e o detalhe da ferrugem, das imperfeições que o tempo provocou no navio, mesmo que novo! A madeira, os detalhes dos equipamentos minúsculos do navio. Tudo num acabamento impecável! Meus parabéns e muito sucesso! Só senti um pouco de falta do casco, mas o detalhe da água ficou incrível então fico dividido! Mas com toda sinceridade, o trabalho está magnífico e digno de ser atração em museu! PARABÉNS!! Meu inglês não é dos melhores e não pude ler tudo lá com precisão, mas quero saber mais sobre o processo de construção de seu modelo do Titanic! Merece bastante divulgação! Sucesso!

Fillipe Azevedo disse...

Pelo que li você está escrevendo um livro sobre seu trabalho no modelo, será publicado? - desculpe pelo excesso de comentários kkk

Rodrigo, Titanic em Foco disse...

Só posso agradecer o apoio, isto é combustível para terminar com muita vontade ainda.

Neste 1 ano e 7 meses eu não desanimei em nenhum momento, nem mesmo quando perdi peças inteiras e tive de refazer do zero, e isto aconteceu muitas vezes. Trabalhar neste modelo é um desejo de mais de 10 anos, então para mim o trabalho sofrido é um prazer ao mesmo tempo.

O modelo não é completo, pois é do tipo waterline, e é apenas o lado de bombordo, mas posso garantir que é muito detalhado dentro da proposta que eu trabalhei. Vai passar bem longe de ser um modelo perfeito, mas vai permanecer como prova de minha vontade de criar arte e do quanto o Titanic me inspira com relação a arte. Se no futuro eu fizer algo assim novamente, este foi o laboratório mais potente que eu poderia ter de modo amador.

Tudo aquilo que eu aprendi a força durante o processo de construção, dos mais simples truques às soluções mais complicadas, vai me servir para sempre, pois eu nunca vou parar de criar trabalhos deste tipo. Então, além de ser um prazer trabalhar com artesanato e de conhecer o Titanic um pouco mais de perto e com mais atenção, levo para sempre a memória e o aprendizado de arte que isso me garantiu neste laboratório de quase dois anos. Sou um amador, e provavelmente continuarei sendo, mas agora um pouco mais treinado nesta arte, hehe

Realmente estou escrevendo um relatório diário desde o primeiro dia de trabalho, ao final de cada dia em que trabalhei eu anoto tudo o que eu fiz, o que deu certo, errado, o que eu comprei, o que tive de refazer para ficar melhor, os valores... Mas é apenas uma memória pessoal, apenas para guardar a trabalheira destes meses todos.

Mas seja como for, ele vai servir para reavivar minha memória quando eu for enfim escrever a matéria para o blog. Não será um tutorial, mas vou contar aquilo que for de interesse generalizado para quem gosta muito do assunto ou para os passantes apenas. A intenção é gravar um vídeo onde vou contar e mostrar coisas curiosas simples, mas isso ainda é incerto, vamos ver o que vou resolver por aqui. Independente disso, vou gravar um vídeo apenas modelo e música, este é garantido.

O blog não tem página no Face, mas eu sim estou por lá, e postei um pouco sobre o trabalho.

Bem, é isso, só agradeço o apoio e espero que esta trabalheira toda se materialize como uma memória de um navio que inspira tanta gente para a arte. Falta realmente pouco: Montar os botes e turcos em seus lugares, colar as peças finais, fazer uma população em miniatura de cerca de 150 pessoas, montar a vitrine protetora e ajustes básicos finais... Acredito que lá pelo meio de fevereiro a matéria vai sair.

Até mais.

Fillipe Azevedo disse...

Ah realmente esse trabalho vale muito a pena! E todo o seu trabalho inclusive desperta o interesse maior em editoras para publicar bons livros e matérias sobre o Titanic para nós, público lusófono em geral! É realmente o nível de detalhes, e cuidado com o trabalho é incríveil. E mesmo não sendo um modelo completo é extremamente imponente e impressionante, até pq foi feito do zero com materiais mais casuais por assim dizer, e tem um resultado, aos meus olhos, mto profissional! Enfim! To aqui esperando o post haha!Quando o modelo estiver num museu avisa aê kkk Faz uma expo pelo Brasil pq Curitiba é longe dms kk. Mas parabéns mais uma vez.