oncontextmenu='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 12 de junho de 2012

Documentário: 100 Anos de Titanic por James Cameron

Acima: Os oito especialistas se reúnem para uma fotografia junto do cineasta e explorador James Cameron. Atrás do grupo pode-se ver parte do enorme modelo construído e utilizado nas gravações do filme "Titanic" em 1997. A maquete é ainda hoje uma das maiores e mais detalhadas já construídas, mede 13,45 m. de comprimento e 1,41 m. de largura. Após as gravações em 1997 o modelo foi utilizado em uma exposição itinerante de artefatos do filme, mas foi armazenado com descuido novamente nos estúdios, em Baja California, México, onde permaneceu vários anos exposta aos visitantes sem grande proteção. Hoje bastante danificada e com dezenas de peças que parecem ter desaparecido, a maquete ainda denota o enorme e cuidadoso trabalho de pesquisa e o extremo nível de detalhes necessários para as composições de efeitos especiais planejados por James Cameron há 15 anos, quando gravou o seu mais famoso filme.Seja bem vindo ao Titanic em Foco

Lançado no último abril, o documentário "Titanic: The Final Word With James Cameron" (no Brasil: 100 Anos de Titanic por James Cameron) reuniu uma junta de especialistas em temas navais liderados pelo cineasta e explorador residente da National Geographic Society, James Cameron (de Titanic e Avatar), com o intuito de desvendar os aspectos parcialmente obscuros de como foram os últimos momentos do Titanic e os detalhes de sua "descida às trevas" do Oceano Atlântico Norte na madrugada de 15 de abril de 1912, há cem anos.

A equipe de nove estudiosos debruçou-se intensamente sobre o recente mapeamento completo dos escombros do Titanic, também divulgado no último abril, para uma análise pericial que remonta com detalhes o mergulho do Titanic em direção ao fundo do oceano e as forças que causaram a grande destruição do navio.

O documentário com 1:30 de duração se concentra unicamente nos aspectos técnicos da tragédia e traz novas e importantes informações sobre o acidente, levantando evidências que sequer haviam sido exploradas há 27 anos, em 1º de setembro de 1985, quando os escombros do Titanic foram encontrados há 3.800 metros de profundidade no Oceano Atlântico Norte.

Acompanhe
Sinopse

Junte-se a James Cameron e alguns dos melhores especialistas em Titanic nesta incrível investigação forense sobre um dos naufrágios mais famosos de todos os tempos. Cameron reuniu o melhor time de engenheiros, arquitetos navais, artistas e historiadores para solucionar os mistérios de por que e como o navio inafundável afundou. Uma investigação desta magnitude nunca foi feita antes, e suas revelações podem mudar o que sabemos sobre as últimas horas do Titanic, há 100 anos.
.
100 Anos de Titanic por James Cameron (dublado)
*** Para acompanhar a simulação final do naufrágio acesse o vídeo diretamente aos 1:24:40 min.


Curiosidade 

O historiador especialista no Titanic, Don Lynch (à direita e à esquerda) que também participa do documentário, atuou como consultor técnico nas gravações do filme Titanic em 1997, onde também fez uma pequena aparição atuando como pai do pequeno garoto Douglas Spedden, que brinca com seu pião à ré do Convés de Passeio da 1ª classe.

A cena do filme fora totalmente baseada em uma foto verídica tirada no Titanic pelo
missionário jesuíta Francis Browne, às portas de entrada para as duas salas Palm Court no Convés A. O "padre Francis Browne" (como ficou conhecido posteriormente) se salvou da tragédia ao desembarcar na cidade de Queenstown, Irlanda, em 11 de abril de 1912, levando consigo as últimas fotografias verídicas conhecidas dos conveses do Titanic.

James Cameron

“Eu queria mais mergulhar até os destroços do que fazer o filme.”

Os filmes de James Cameron abriram novos caminhos para os efeitos visuais e conquistaram vários recordes de performance tanto nacional quanto internacionalmente. “Avatar” atualmente lidera os recordes de bilheteria nacionais e internacionais, arrecadando mais de US$ 2,7 bilhões de dólares em todo o mundo, ultrapassando o último recordista, “Titanic”, também de Cameron, que manteve o recorde durante 12 anos. Os filmes de Cameron também conquistaram várias indicações e prêmios de várias organizações, incluindo 14 indicações (um recorde) e 11 Oscars (o máximo que algum filme já recebeu) por Titanic, dentre eles três Oscars por Melhor Filme, Melhor Direção e Melhor Edição.

Como explorador, a paixão de Cameron por navios naufragados o levou ao Titanic. “Eu queria mais mergulhar até os destroços do que fazer o filme”, explica Cameron. Em 1995, realizou 12 mergulhos com veículos submersíveis tripuláveis até o Titanic, em preparação para seu filme. Para aquela expedição, Cameron desenvolveu uma filmagem, iluminação e equipamento robótico inéditos para usar nas pressões extremas da profundidade do oceano. O sucesso técnico da expedição satisfez o desejo de trazer a experiência para espectadores ao redor do mundo. Voltou-se para a filmagem de documentários e formou a Earthship Productions para desenvolver filmes sobre a exploração e conservação do oceano.

Em Titanic: The Final Word with James Cameron para o National Geographic Channel (NGC), Cameron lidera a mais recente investigação forense sobre o desditoso naufrágio. Cameron, que já fez mais de 30 mergulhos para explorar o Titanic, reúne uma equipe de engenheiros, arquitetos navais, artistas e historiadores para resolver os mistérios que permanecem sobre por que e como um navio “que jamais afundaria”, afundou. Juntos, eles irão rever o filme e constatar o que a tecnologia tem revelado desde seu lançamento em 1997.

Depois de estudar física na Universidade de Fullerton em Brea, na Califórnia, James Cameron direcionou sua careira para o cinema. Deixou seu trabalho como motorista de caminhão em 1978 e arrecadou dinheiro em um sindicato de dentistas locais para produzir um curta-metragem de 35mm. Pouco tempo depois, escreveu “Aliens” e “The Terminator”. Dirigiu “O Exterminador do Futuro” em 1984. Tornou-se um sucesso inesperado de bilheteria, e foi parar na revista Time na lista dos 10 Melhores do Ano. Em seguida, Cameron dirigiu “Aliens” (1986), que recebeu sete indicações ao Oscar.

Crédito

Pesquisa e edição - Rodrigo, Titanic em Foco
Com informações de National Geographic Society

12 comentários:

rander disse...

muito enteressante !

rander disse...

rodrigo acho q vc pode me tirar uma duvida vc sabe quem foi realmente o cara q afirmou " nem Deus afunda o titanic " vc sabe quem foi ?

Rodrigo disse...

Oi Rander

Olha, nestes anos todos que revirado as mídias de ponta cabeça, jamais encontrei qualquer fonte que confirme e atribua esta frase à qualquer pessoa especificamente. Algumas fontes citam que esta frase foi dita por um trabalhador no dia em que o casco do Titanic foi lançado, outras afirmam que um homem teria dito esta frase em resposta à uma passageira quando esta perguntou-lhe se o navio era realmente inafundável.

Se esta frase tivesse sido dita realmente por qualquer pessoa que fosse, te garanto com 100% de certeza que o nome de quem a disse estaria escancarado e "berrando" em todas, absolutamente todas as fontes que recontam a história do Titanic. Ê como você mesmo já deve ter notado, não há lugar nenhum que relacione a veracidade da frase.

A mídia e o conto popular fazem verdadeiros milagres para fazer uma história imortal (como a do Titanic), e fazem verdadeiras "desgraças" ao criar mitos sem fundamento apenas para embelezar e deixar os fatos ainda mais atrativos.

É isto que aprendo todo dia ao analisar a história do Titanic com olhos bem técnicos. Quanto mais eu leio e aprendo, mais eu consigo entender que 60% do que pensamos que sabemos do Titanic não vai além de mero conto popular que "pula" de boca em boca, de livro em livro, de revista em revista, sempre repetindo os mesmos contos, e sempre aumentando os pontos...

Este é o preço das histórias lendárias: serem cada vez mais lendárias e cada vez mais escondidas atrás de falsos mitos.

E que minha idéia mude completamente se um dia alguém, enfim, comprovar com certeza técnica que alguém em 1912 tenha pronunciado que "Nem Deus afunda este navio".

Dita ou não dita, o fato é que a frase continua sendo creditada com verdadeira, ainda que não hajam provas e fontes. Uma coisa é certa: falsa ou verdadeira, ninguém pode negar que ela dixa a história do Titanic ainda mais atrativa...

tedboy456 disse...

Olá rodrigo, tenho uma pergunta a fazer: No filme tem uma mulher com duas crianças, o garoto faz uma a seguinte, pergunta: o que está acontecendo mamãe? Em seguida ela diz que estão arrumando para eles entrarem nos botes antes da primeira classe entrar. Eu queria saber o seguinte:E verdade que na historia real essa mulher da veneno para as crianças morrerem? qual e o nome dele de verdade. isso procede? obrigado felipe caso não veja postei tambem no recados :)

Rodrigo disse...

Bom, nestes 10 anos que tenho acompanhado a história esta é a primeira vez que "ouço" isto, nunca encontrei qualquer referência sobre um evenenamento. Talvez se você citar a fonte onde soube disso eu possa avaliar... Como não sei nada sobre, pode até ser que venha de alguma fonte verdadeira...

Anônimo disse...

Belo documentário do Jim já baixei pra poder vê-lo com mais calma !!!!
Ruan Pimentel

Luciano Spears disse...

Esse documentário é ótimo; Acredito que vai estar nos extras do blu-ray do filme

Alvaro disse...

Olá Grande Rodrigo.Assisti atentamente o vídeo de "Titanic 100 anos" e deve lhe dizer que apreciei muitíssimo. Tornou-se longo é claro, devido à repetição de algumas cenas já conhecidas, porém necessárias para entendermos melhor as partes constituintes deste quebra-cabeças. Gostaria de destacar especialmente o trecho em que o historiador Bill Sauder se refere "à fragância dos deuses" e registrar como eu me emocionei junto com ele quando cita"é como se o navio voltasse à vida", fiquei verdadeiramente tocado ao ver que, aquele senhor, compreende o q significa amar a historia deste navio e ao mesmo tempo, como ele é honesto consigo mesmo ao demonstrar este sentimento.Outro trecho q marcou para mim, foram as palavras de Ken Marssal e sua esperança em reeencontrarem o Titanic ainda intacto, quando ele disse, " meu navio, meu navio esta destruido, já era" senti q ele falava isto em nome de todos nos q admiramos o Titanic incondicionalmente. Também achei muito divertidas as propostas -ja quase ao final das diferentes possibilidades de salvar as pessoas, eu quase naum acreditei quando Cameron, disse q colocaria as pessoas no iceberg! fora esta idéia, quero ainda destacar a inteligência privilegiada deste grande diretor, q fica evidente ao longo de todo o vídeo, nomeadamente na mensagem final. Por fim, quero agradeçer a vc, por todas estas postagens q sucessivamente tem enriquecido o nosso conhecimento sobre este tema.Para nós q tanto admiramos e respeitamos este momento ímpar da Hístoria, cada detalhe q vc acrescenta no blog tem um significado mais q especial-é a contínua aproximação aquele gigante dos mares, cujo nome sempre será lembrado.obrigado e grande abraço

Rodrigo disse...

Oi Alvaro, primeiro agradeço a atenção ao blog. Você deve saber o quanto sou um simples admirador e nada mais que isso. Manter o blog e expandir as informações nada mais é do que uma simples satisfação de estar em contato com a história e divulgar aquilo que está ao meu curto alcance.

O mais importante que considerei no documentário, que realmente é longo, foi que James Cameron e equipe deitaram um olhar puramente técnico e histórico sobre o tema quando analisaram o processo do naufrágio em sí. Com o adicional de James Cameron ter reconhecido plenamente que seu filme não é uma cópia fiel da realidade, mas sim uma leitura dramatizada e adaptada às informações disponíveis na época em que fez as gravações.

A emoção de cada um dos especialistas e a relação pessoal com a história também são de grande valia, pois vemos neles as sensações e os pensamentos que também nós temos quando paramos para pensar em tudo isto e em todo o significado deste caso.

Acho que, em primeiro lugar, se é possível estar atento à história do Titanic e conseguir extrair algo construtivo e útil de toda esta atenção, todo interesse vale a pena e está plenamente pago.

Até mais.

Katia Cristina disse...

Gostaria de ver o vídeo que não está mais disponível

conta reserva disse...

Oi Katia. Vou ficar devendo, o video foi eliminado poucos dias após a matéria ser publicada, e não tenho como repôr. Caso ele reapareça eu incluo novamente.

Jose Aurelio disse...

v=LV3XYw_uU4w&list=PLuNLO8bLsw1Pt6MxpbEHL0TZg9Csmzkl2


https://www.youtube.com/watch?v=LV3XYw_uU4w&list=PLhM-517SdNAtBA6iOjKi3aGlzLmjMhLar


https://www.youtube.com/watch?v=LV3XYw_uU4w