oncontextmenu='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 14 de abril de 2011

O naufrágio do Titanic, uma reflexão

 
Memorial às vítimas do Titanic, Belfast, Irlanda do Norte
Seja bem vindo ao TITANIC EM FOCO.

Memorial às vítimas do Titanic, Cobh, Irlanda.
 .
Em consideração à sua atenção, escrevo estas poucas linhas, nas quais me refiro ao RMS Titanic e às pessoas que foram afetadas por sua tragédia.
.
No dia 14 de abril de 1912, precisamente 99 anos do dia de hoje (14/04/2011), às 11:40 da noite, em pleno Oceano Atlântico, sob um céu estrelado e uma noite sem lua, o Titanic colidia com um iceberg e naufragava às 2:20 da madrugada de 15 de abril, causando a morte de 1.500 pessoas, homens, mulheres e crianças.
Se você chegou até esta página, pode então estar se perguntando: Mas por que motivo, em um blog que fala sobre o Titanic, não há uma matéria completa no dia de hoje? Cheia de detalhes, com fotos, gráficos, desenhos... enfim, tudo o que se refere à noite fatal, onde o Titanic foi para o fundo do Oceano?
Ao contrário de muitos, que consideram a noite de 14/15 de abril de 1912, o momento onde a história do Titanic se iniciou, o “aniversário” do navio, não penso o mesmo, não há o que comemorar.
O Titanic será sempre lembrado com tristeza? o navio da dor, um navio melancólico?
 .
A história deste transatlântico continuará a ser indefinidamente relembrada, como ainda é amplamente relembrada mundo afora, especialmente nos locais diretamente afetados pela tragédia. Sua história virá cada vez mais à tona, seja pelos aspectos humanos, históricos, navais, físicos, artísticos, literais ou cinematográficos. Obviamente todos estes aspectos são relembrados e todos tem seu aprendizado; afinal o Titanic não foi apenas um navio trágico. O grande motivo desta lembrança é que aprende-se muito com esta memória. Não fosse para aprender e evoluir, ganhar em cultura, aplicar como lição... para que lembrar?
Memorial à Edward John Smith, o Capitão
.......do Titanic em Lichfield, Inglaterra.
Antes de tornar-se trágico afinal, o Titanic foi um navio belo, que já fazia história muito antes de sequer começar a ser construído. Mas se há alguma data que mereça ser "comemorada" no que se refere ao Titanic, esta data pode ser 31 de março (1909) , quando o navio começou a ser construído, 31 de maio (1911), quando fora lançado ao mar, ou mesmo 10 de abril (1912), quando o Titanic iniciou sua viagem; momentos estes onde a idéia de morte e tragédia estavam distantes de qualquer pensamento.
É importante relembrar o Titanic?
. 
Sim
Mas sem jamais esquecer que a tragédia deste navio causou a morte de mais de 1.500 pessoas.
 .
Tudo tem seu momento e lugar, há local e modo específico para cada um dos propósitos. "Comemorar ao Titanic" exatamente no dia mais destrutivo e mortal de toda sua história, é algo que, no mínimo do que se possa dizer, é de extremo mal gosto. Afinal ao que se comemora e celebra? O fim do navio e a morte de mais de 1.500 pessoas?
 .
A noite de 14/15 de abril de 1912 marca o momento onde 1.500 pessoas pereceram e 700 pessoas testemunharam mortes terríveis. Muitas destas pessoas, ainda que tenham sobrevivido, irremediavelmente tiveram suas vidas devastadas. Mães perderam filhos, esposas perderam maridos, filhos perderam pais, famílias foram totalmente dizimadas...
Fica então hoje uma simples lembrança e meu tributo à memória de muitas pessoas honradas, as quais no que se refere ao Titanic, são a parte que realmente importa e que deve ser lembrada com respeito. Navios, móveis, tapetes, lustres, decoração, pratos, cristais... Tudo isto é supérfluo, tudo é perfeitamente substituível.
Vidas não são supérfluas, vidas são frágeis. Basta um assopro da arrogância e imprudência humana, para que vidas sejam desgraçadamente destruídas.
Na foto: Edward John Smith ( Capitão ) - Thomas Andrews Jr. ( projetista ) - Hudson Joshua Creighton Allisson e a esposa Bessie Allisson - a família Goodwin: Willian Frederick, Frederick Joseph, Charles Edward, Lillian Amy, Augusta, Harold Victor, Jessie Alice - Wallace Hartley ( mestre da banda ) - Michael Hoffman Navratil - Trevor e Loraine Allison - Willian Mc Master Murdoch ( 1º Oficial ) - Benjamin Guggenheim - Thomas Roussel Davids Byles - Eino Viljami Panula... O único sobrevivente nesta fotografia é o menino Trevor Allison, 11 meses ( na foto está ao lado da irmã, Loraine ). Trevor perdera os pais e a irmã na tragédia. Foi salvo nos braços da criada Alice Cleaver.
Aos admiradores que se sentem felizes e completos em “comemorar” os dias 14/15 de abril de cada ano lembrando alegremente do Titanic, sem lembrar-se do mais profundo significado desta história real, fica apenas um lamento. Estes fazem parte das vítimas da sociedade moderna, que transforma todo acontecimento dantesco num SHOW de audiência, onde o que conta não é a informação legado, mas o lucro e diversão obtidos com a exploração e espetacularização do fato. Os noticiários da TV são mestres no quesito "desgraça SHOW".
Eu, como editor do Titanic em Foco, não faço um estardalhaço, como se tudo não tivesse passado de um espetáculo circense. Depois de alguns poucos anos analizando mais seriamente este fato, não poderia estar com a mesma visão infantil, que há 14 anos atrás, quando por um filme eu soube o que significava a palavra Titanic. A tragédia já se passou há quase um século, choro e lamento relacionado ao Titanic é algo descabido hoje; então substitui-se melancolia por estudo, por crescimento, por cultura e aprendizado.
...........Memorial às vítimas do Titanic, Belfast, Irlanda do Norte
A vida vale muito mais do que um jornal, louça, filme, documentário, exposição, museu, maquete, desenho, site, blog... A vida sempre valeu, vale e sempre valerá muito mais do que uma carcaça enferrujada no fundo do Oceano, a qual serve de túmulo, para aqueles que foram punidos; não por Deus, mas sim pela ignorância humana.
Ignorância esta, que prova toda sua força ainda hoje, quando ao invés de tributo à PESSOAS, se faz comemoração em cima de uma tragédia real.
Prefiro então, especificamente neste dia, ao invés transformar minha admiração em divertimento ou melancolia, refletir um pouco mais sobre os verdadeiros significados de tudo isto. Fazendo esta revisão de modo sadio e tranquilo, sem qualquer tristeza mórbida, mas de modo inteligente, encontrando boas lições em tudo o que o fato envolve. 
A vida vale mais do que um navio-túmulo que vagarosamente desmantela-se no leito oceânico, o qual serve como eterno alerta:
“Vidas são muito frágeis, paga-se muito caro pela imprudência e supervalorização do ego, bens materiais, dinheiro, fama e poder. Quem lança-se e em qualquer projeto e, cegamente, esquece que não há bem maior do que a vida, pode estar assinando a própria triste sentença”.
Fica então meu registro que talvez, nem que por um instante, faça com que você pare para refletir também.
Em respeitável memória à todas as pessoas dignas, que em 1912, não se depararam com o Titanic “parque de diversões” que muitos hoje erroneamente vêem, mas sim como o transporte imprudentemente guiado pela mão humana, responsável por destruir-lhes a própria vida, de um modo ou de outro.
Segue um vídeo carregado de emoção, uma apresentação magistral de André Rieu, onde a execução da música Nearer My God to Thee traz lágrimas aos olhos daqueles que talvez sequer saibam o que esta música ainda representa. A música final da orquestra do RMS Titanic. Nos últimos instantes da tragédia, os acordes de Nearer My God to Thee flutuaram por sobre o mar na noite escura, eram os sons finais, representam toda a dignidade e heroísmo provados por muitas das 2.200 pessoas que, naquela noite, encontraram o destino de um modo trágico.

Aproveite este momento, estes dias, e deixe registrado no blog seu pensamento, sua impressão, seu comentário. Nenhuma opinião será desvalorizada, o espaço é ABERTO e LIVRE à todos, e todos são bem vindos.
Respeitosamente, Rodrigo - 14/04/2011

12 comentários:

Jefferson disse...

Como este post especial do amigo Rodrigo relata, esta data não deve ser lembrada como o aniversário do Titanic, não se deve comemorar e sim é uma data de lamentação porque por obra do destino e da arrogância e imprudencia humana, 1500 vidas foram perdidas num mar gelado daquela noite de 1912 junto a carcaça do belo navio que agora serve de tumulo, e mais 700 pessoas que apesar de se salvarem do naufragio mergulharam de alguma forma num mar de angustias e lamentações. Por isso a história do Titanic não é apenas para ser vista como a magnitude e luxuosidade apresentada pelo navio, e também não só pela trágica fatalidade de seu destino, mas é importante ressaltar a história como um todo, desde a construção até as lições e reflexões que se pode tirar do ocorrido. Aqui deixo o meu respeito a todos que tem algum vinculo com essa história.

Anônimo disse...

Oi blz? encontrei teu blog e me emocionei em ver como tu divulga as informações. o Titanic vivo na memória pra sempre!

WANDER PUMA DJ disse...

WANDER PUMA DJ AQUI MAIS UMA VEZ PRA DEIXAR MEUS SINCEROS VOTOS,TITANIC,TODA VEZ QUE EU OUÇO ESSA PALAVRA ME LEMBRO DE PESSOAS A BORDO DE UM TRANSATLANTICO,PESSOAS QUE PENSAVAM ESTAR A BORDO DO " NAVIO INSUBMERGÍVEL ",HOJE DIA 14 DE ABRIL DE 2011 PRESTO MINHA SINGELA ( E PEQUENA MAIS SINCERA ) HOMENAGEM AO TITANIC E TAMBÉM AS PESSOAS QUE PERDERAM SUAS VIDAS A BORDO DELE.TITANIC PRA SEMPRE NA MEMÓRIA DE QUEM VIVEU SUA HISTÓRIA,NEM TODA SUA MAGNITUDE E SEU PODER FORAM CAPAZES DE SUPERAR O FIM TRÁGICO QUE O AGUARDAVA,GIGANTE DOS MARES,FOI AINDA É E SEMPRE SERÁ O " THE SHIP OF DREAMS ".RODRIGO PARABÉNS MAIS UMA VEZ PELA ÓTIMA POSTAGEM,HOJE É UM DIA TRISTE,SÓ DEVEMOS RESPEITAR A TODOS QUE INFELIZMENTE MORRERAM NO NAUFRÁGIO DO TITANIC.

Diego disse...

sempre que ouço o nome titanic me emoçiono mas de fato o que ha por traz da verdadeira historia do grandioso titanic considerado por muitos inafundavel de fato nunca saberemos o que aconteçeu naquela fatidica noite de 14 de abril a arrogançia do homem por pensar que era maior que deus enfim fica aqui o ponto de enterrogaçao ,que todos que perderao suas vidas naquela triste noite tenhao encontrado paz e que ele o grandioso titanic que hoje esta no fundo do atlantico sirva de exemplo pra futuras geraçoes que o homem nada e .......................

Rodrigo Piller disse...

Exatamente amigos, lembrar do Titanic como um todo, em todos os seus aspectos.
Obrigado pela visita.

Leozinho20082008 disse...

Leandro Vieira-A palavra Titanic hoje soa como um triste badalar de um sino em sinal de luto,afinal,exatamente agora às 23:40,lembramos os 99 anos do início de uma luta para a sobrevivência.Não muito contestada no início,mas daqui à 2 hora e meia mais ou menos,vidas inteiras seriam transformadas para sempre!!!

Anônimo disse...

Eu não saberia sequer o que comentar, além de que seu post significou muito. Estou lendo entre outras coisas aqueles twitts do nova scotia museum com as mensagens em código morse que eram trocadas entre os navios (a comunicação com o Titanic parou há quase uma hora, provavelmente porque a sala onde os equipamentos ficam já inundou) e você percebe que não é nada, nada diferente do que aconteceria hoje em dia, que ninguém ali sabia que estava no Titanic e que o motivo pelo qual tantas pessoas - das quais eu me incluo - se sentem tão atraídas por essa história em um nível que ultrapassa o bom senso, ou a tristeza inexplicável, a obsessão, é por causa da mensagem gritante que aquele navio passa O TEMPO TODO, é quase como se ele estivesse tentando nos dizer algo e que não somos capazes de entender, da mesma forma que os homens daquela época não entendiam, é como se ele tivesse que afundar todos os anos até a ficha finalmente cair e você entender. Eu estou tentando entender. Obrigada pelo post, foi lindo.

Rodrigo Piller disse...

Anônimo:

Concordo plenamente com você, e acho que você acabou de explicar exatamente o motivo da admiração que muitos têm pelo Titanic.

A grande maioria das pessoas que "admiram" o Titanic, na verdade tem uma adimiração que não passa além do filme Titanic 1997, filme este que foi responsável por "trazer" o RMS Titanic à cultura sul-americana, e também à muitas partes do mundo, onde acredito que poucos conheciam sobre esta história real. O filme carrega muita ficção, mas seu lado real sobressai dentre qualquer outro aspecto.

E você está certo em relação à esta exaustiva "repetição", esta exploração contínua que há sobre este tema.
O Titanic carrega em sí toda a beleza, romance, sonho, ironia e tragédia que muito contos fictícios também carregam. Porém isto tudo têm um diferencial: O Titanic não é um conto fictício,ELE É UMA HISTÓRIA PRA LÁ DE REAL.

E é justamente por isso, por ser um CONTO REAL, por deixar grandes lições, que o Titanic segue VIVO até os dias atuais, dispertando interesse e intrigando muita gente.

Quando a palavra Titanic é dita, não está referindo-se à um transporte, um navio bonito, não é apenas um objeto, mas sim todos os fatos que vêm antes, durante e depois e todos os fatos que se relacionam à ele. Dentre estes fatos, o que há de ser sempre lembrado e colocado em primeiro lugar são AS PESSOAS.

Pois elas sim, foram as diretamente afetadas por esta tragédia, e é para elas que há de se prestar tributo, foram elas que sentiram a dor, que sofreram.

O RMS Titanic em sí, não passa de um objeto, assim como qualquer outro navio foi ou é nos dias de hoje.

Então, para que as coisas sejam devidamente entendidas, esta história deve seguir sendo explorada, mas cada coisa em seu tempo e em seu lugar.

O navio era lindo? Claro.
Merece atenção e estudo? Sim.

Mas jamais esquecendo-se das pessoas que nele estiveram ou que por ele foram afetadas.

Grato pela sua atenção e seja bem vindo.

Lucas Rubio disse...

Me emocionei com o vídeo, muito lindo! Nós temos mesmo é mesmo tirar lições desta tragédia, como tinha dito anteriormente, o homem não está acima da natureza. Deus é o maior de todos. Seus argumentos são excepcionalíssimos! Seu blog é e está ótimo, parabéns,,,,vamos homenagear os que sofreram há 99 anos atrás. Abraço

André disse...

Rodrigo, nossa visão do que representou o Titanic são paralelas. Acrescento suas palavras com a repugnante opinião do que eu li certa vez sobre o navio: a de que se uma mulher estivesse no comando do navio ele não afundaria e que os homens deveriam morrer no navio por ele ter sido construído por homens.

Ou seja, até guerra dos sexos virou oportunismo de mulheres sem noção da importância do Titanic de ante de tal tragédia. A ignorância contagiou as autoras desse comentário. Não foi o gênero do capitão a causa do desastre, mas a arrogância dos envolvidos direta e indiretamente com o Titanic e circunstâncias naturais.
Não se trata de machismo, na verdade esse tema não cabe nessa situação. Parece que algumas pessoas se aproveitam da repercursão chamada Titanic para desviar o foco do desastre para algo que não tem nada a ver.

A história desse navio é um dos mais imprecionates fatos que ja tive conhecimento. O naufrágio do grande transatlântico é só a ponta do iceberg que ele se chocou. O Olympic que o diga!

O último filme sobre a catástrofe foi o melhor ja produzido sobre o Titanic em termos de produção, elenco e sobretudo tecnologia. Mas ficou a desejar pelo sucesso dos atores coadjuvantes, como que desviando a atenção do público sobre a história que davam vida, fazendo parecer que fosse uma história real qualquer.

Parabéns pelo trabalho. Quero contribuir com o blog com meus conteúdos sobre o Titanic. Até a próxima.

Rodrigo Piller disse...

Olá André, grato por sua visita ao TITANIC EM FOCO.

É impressionante ver o quanto as pessoas usam a "publicidade Titanic" pelo mundo afora, pois enquanto em alguns poucos casos esta publicidade é bem aplicada, ou seja, como meio de cultura, crescimento e aprendizado, em outros casos tudo "descamba" pra pura gozação, auto publicidade, sensacionalismo barato e auto destrutivo.

Analisando bem, creio que hoje, com o blog em mudança, sigo em frente com um intuito em mente: Mostrar o que é Titanic em sob vários 'ângulos' de modo REAL e CONSCIENTE. Sem delírio, sem fanatismo, sem apelação, sem baixaria...

Aqui pretendo trazer, ainda que vagarosamente, apenas pesquisas conscientes, para que o que aqui for descrito, seja objeto de crescimento e não de empobrecimento de mente. Haverá espaço para muito no blog, desde que com respeito, boa pesquisa e informações relevantes. E é claro, tudo devidamente colocado em seu lugar, sem misturar as idéias para que tudo não vire uma salada de informações avulsas e sem sentido.

E é por isso que explicitei no meu perfil:" A atualização do blog não é, e nem será com grande frequência"... Isto para que haja tempo e disposição para bons assuntos.

Desde já sinta-se livre para contato. O meu e-mail é rodrigo.piller@bol.com.br

Novamente, agradeço sua atenção e seja BEM VINDO.

André disse...

Olá!
Um dos motivos para que a tragédia do Titanic seja ainda mais lamentável é o fato de ninguém se dar conta que a morte dos náufragos foi um crime e não um mero acidente. Qual crime? Negligência e omissão de socorro.

Segundo a legislação marítima vigente naquela época, a quantidade de botes salva-vidas era determinada pela tonelagem do navio e não pela quantidade de pessoas á bordo. Isso tornava desproporcional a quantidade de passageiros em relação a quantidade de botes.

Acreditava-se que ter rigorosamente o número de botes para todos os passageiros era inútil em caso de más condições climáticas e marítimas; não haveria tempo de acomodar os ocupantes do navio em climas difíceis. Mas e em condições normais como foi com o próprio Titanic? E se acontecesse um incêndio, ainda que em condições normais (ainda mais levando em consideração que navios daquela época eram internamente decorados com madeira)?

Por isso considero um crime o que aconteceu com aquelas pessoas. Na verdade um acidente seguido de um crime. Acredito também que o que matou os naufragos não foi a perda do navio em si, ainda que o seu desaparecimento seja significante ja que as pessoas a bordo dependiam da estrutura do navio para viver. O que causou tantas baixas foi a água congelada e a insuficiência de botes, agravado pela demora no resgate.

Isso foi só um pouco de reflexão sobre o navio, ainda tem muito o que ser questionado.